Brasil atropela Colômbia e se mantem na elite Sul Americana

Brasil atropela Colômbia e se mantem na elite Sul Americana

Brasil dá show, vence Colômbia e garante permanência na elite do rugby sul-americano

Com grande desempenho dos setores defensivo e ofensivo, Tupis ganham por 44 a 0

São Paulo (SP) – A Seleção Brasileira Masculina de Rugby XV deu show, na noite deste sábado (12), no estádio do Canindé, e garantiu a permanência na elite sul-americana da modalidade. Os Tupis venceram a Colômbia por 44 a 0 em confronto de grande desempenho dos setores ofensivo e defensivo.

Com o resultado, os meninos do Brasil permanecem na Série A do Torneio Sul-Americano ao lado de Uruguai, Chile e Paraguai. Já os Tucanos disputarão novamente a divisão de acesso à elite da modalidade.

“Temos de manter o nível, continuar treinando duro e indo para frente. Temos de jogar com grandes seleções para também evoluirmos. O time melhorou muito defensivamente diante da Colômbia. Estávamos com um time experiente em campo e isso nos ajudou muito”, comentou Nick Smith.

Após o recorde de público no estádio do Pacaembu diante da Alemanha, no último dia 4, a Seleção Brasileira contou novamente com o bom apoio dos torcedores no estádio do Canindé. E a presença da torcida foi fundamental para motivação extra dos Tupis.

Logo no início do confronto, os brasileiros avançaram em velocidade pela direita e anotaram um try com Nick Smith. A pontuação deu mais confiança aos Tupis, que se concentraram em São José dos Campos e fizeram atividades em alta intensidade durante a semana.

Na primeira etapa, os colombianos tiveram dificuldade para transpor a eficiente defesa brasileira. No ataque, o Brasil manteve o mesmo nível e ampliou o marcador com Zé.

Para o segundo tempo, os Tupis fizeram blitz e anotaram dois tries durante os 15 primeiros minutos. Stefano Giantorno e Felipe Sancery avançaram e pontuaram com belas jogadas ao Brasil. Neste período, os Tucanos praticamente não passaram do meio-campo devido à eficiência e compactação dos tupiniquins.

Com vantagem no placar, o Brasil soltou-se e atuou com mais tranquilidade. Incentivado pelo público, o time tupiniquim ainda viu Beukes, Felipe Sancery e Guilherme Coghetto anotarem mais tries para a equipe.

“Eu sou novo neste time. Estamos trabalhando bastante e jogamos muito bem. Espero que façamos partidas muito boas. Para evoluir, temos de trabalhar bastante”, afirmou Felipe Sancery, destaque do confronto.

Os Tupis tiveram excelente desempenho defensivo e, a força do ataque, fez diferença para a grande vitória brasileira, que fecha a temporada em grande estilo.

Para mais informações, acesse o site oficial da Confederação Brasileira de Rugby.

BRASIL: 1 – Wilton Rebolo; 2 – Daniel Danielewicz; 3 – Jardel Vettorato; 4 – Lucas Piero de Moraes; 5 – Matheus Wolf; 6 – Mark Jackson; 7 – João da Ros; 8 – Nicholas Smith; 9 – Johannes Beukes Cremer; 10 – Lucas Duque; 11 – Robert Tenório; 12 – Martin Schaefer; 13 – Felipe Sancery;  14 – Stefano Giantorno; 15 – Lucas Tranquez; 16 – Yan Rosetti; 17 – Caique Silva; 18 – Lucas Abud; 19 – Felipe Tissot; 20 – Cleber Dias; 21 – Matheus Cruz; 22 – Mateus Estrela e 23 – Guilherme Coghetto. Técnico: Rodolfo Ambrosio.

COLÔMBIA: 1 – Jaider Pemberthy; 2 – Manuel Correa; 3 – Emmanuel Mendoza; 4 – Andres Quintero; 5 – Jhoann Larrota; 6 – Gerson Ortiz; 7 – Santiago Mejia; 8 – Sebastian Mejia; 9 – Jefferson Borja; 10 – Emanuel Bedoya; 11 – Arley Urrutia; 12 – Camilo Cadavid; 13 – Bryan Campiño; 14 – Juan Davila; 15 – Andres Alvarez; 16 – Cesar Arango; 17 – Mauricio Espinal; 18 – Andres Zafra; 19 – Dani Giraldo; 20 – Rafael Altahona; 21 – Pablo Lemoine; 22 – Eduardo Vasquez. Técnico: Raul Vesga.

 

 

SERVIÇO

Brasil 44 x 0 Colômbia – Repescagem do Torneio Sul-Americano

Local: Estádio do Canindé (Rua Comendador Nestor Pereira, 33 – Canindé – São Paulo/SP)

Data/Horário (de Brasília): 12/12/2015, às 21h Árbitro: Joaquin Montes (URU) Auxiliares: Alejandro Longres (URU) e Santiago Romero (URU)

 

Imagem: João Neto/Fotojump

 

Sobre a Confederação Brasileira de Rugby:

 

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) tem o apoio do Comitê Olímpico doBrasil e do Ministério do Esporte, conta com o patrocínio máster do Bradesco e, como patrocinadores principais, Topper, Outback Steakhouse, Heineken, CCR, JAC Motors, Cosan e Unilever, através das marcas Dove Man Care e Kibon. Conta ainda com Alupar, CEMIG, Cultura Inglesa, Brookfield Incorporações, BR Properties e Localiza como patrocinadores oficiais. Também são fornecedores e apoiadores do rugby brasileiro Integralmédica, Cremer, Travel Ace, Fortify, Deloitte, JExperts,e Exact Target.

 

O rugby é o segundo esporte coletivo mais praticado no mundo, com quase 7 milhões de jogadores registrados e presente em mais de 170 países. No Brasil, são mais de 3,2 milhões fãs de acordo com o Ibope Repucom, mais de 300 agremiações esportivas e 60 mil atletas e praticantes, números que, somados à volta da modalidade ao programa olímpico nos Jogos do Rio 2016, fizeram a World Rugby (a federação internacional de Rugby) eleger o Brasil como prioridade estratégica de investimento.

 

Share this:

Leave a Reply

Imagem CAPTCHA

*