CBRu anuncia plano para tornar o Brasil uma potência mundial até 2030

CBRu anuncia plano para tornar o Brasil uma potência mundial até 2030

Comandada por corpo executivo estrangeiro, entidade traça metas ousadas para
os próximos anos e prevê rúgbi brasileiro forte já nas Olimpíadas do Rio, em 2016

 

A Confederação Brasileira de Rúgbi (CBRu) apresentou, nesta quinta-feira, em um hotel na Zona Sul do Rio, um ambicioso plano estratégico para a modalidade. A principal meta traçada é tornar o Brasil uma potência mundial no rúgbi até 2030. Para alcançar o objetivo, a CBRu conta com cinco executivos estrangeiros em seu comitê gestor, dentre eles o ex-jogador argentino Agustin Danza, que ocupa a função de CEO, e o português Bernardo Duarte, atual gerente de eventos. Durante a apresentação do plano, Agustin explicou que um dos passos mais importantes para o desenvolvimento do rúgbi no país é o investimento na formação de novos talentos. A CBRu já conta com um centro de excelência em atividade, em São Paulo, e novas unidades serão inauguradas nos próximos meses.

– Estamos investindo em sistemas de alto rendimento para os próximos anos, com centros de formação para atletas entre 15 e 18 anos. Quando um atleta é descoberto, ele vai para a nossa academia e, sendo bom, ele vai para a seleção escolar. Daí os passos seguintes são integrar a seleção sub-19 e, indo bem, ele passa para o top 100, que é como chamamos os atletas mais importantes do país, com potencial de defender a seleção principal – disse Agustin Danza.

Integrantes do Circuito Mundial, as atuais seleções brasileiras masculina e feminina também serão beneficiadas por medidas estratégicas nos próximos anos. Visando chegar às Olimpíadas de 2016 com equipes competitivas, a CBRu pretende priorizar os seguintes pontos nos próximos meses: maior aperfeiçoamento por posição, calendário de competições relevantes, captação de talentos fora do Brasil e maximização da força e condicionamento. Outra atividade a ser trabalhada é o investimento em treinamentos com seleções mais experientes.

Uma das principais jogadoras da seleção feminina do Brasil, Beatriz Futuro, a Baby, está otimista quanto ao crescimento do esporte no Brasil. Ansiosa para as Olimpíadas do Rio, ela acredita que o país tem condições de brigar por medalha na modalidade.

– Queremos continuar evoluindo até 2016. Sabemos que podemos chegar lá. Já temos um time competitivo e evoluímos muito nos últimos anos. Uma medalha olímpica é sempre difícil de conquistar, mas tenho fé que temos chances de chegar lá. Mesmo porque o rúgbi olímpico é o rúgbi sevens (sete jogadoras), com partidas curtas onde tudo pode acontecer – destacou a jogadora, vice-campeã brasileira no último domingo, com o Niterói.

RIO RECEBE EVENTO DE RÚGBI DE PRAIA

O Rio recebe neste sábado, a partir das 9h, o Super Desafio de Beach Rugby, nova variante da modalidade, que ainda está em caráter experimental. O torneio acontece em uma arena montada na Praia de Ipanema e conta com as participações das seleções de Brasil, Argentina e Itália, além da equipe dos Barbarians Brasileiros, no masculino; e Brasil e Argentina, no feminino. Gerente de eventos da CBRu, o português Bernardo Duarte destacou que um dos principais objetivos do torneio é divulgar a modalidade.

– O Super Desafio é o primeiro de muitos eventos que pretendemos fazer aqui. Queremos fazer o Brasil o país do beach rúgbi pela tradição das praias daqui. Escolhemos Ipanema por ser um ponto turístico e um dos lugares mais conhecidos da cidade. Após o Super Desafio, faremos também um torneio de clubes, com as equipes de rúgbi do Rio. Isso vai ajudar e muito a divulgar os times da cidade – afirmou Bernardo.

Além da competição, o Super Desafio contará com ações de marketing na Praia de Ipanema. Numa delas, está previsto que um paraquedista desça na areia para entregar a bola a ser usada na competição. Os jogos terão dois tempos de cinco minutos, com cinco jogadores em cada time. Chutes não são permitidos, e o try vale apenas um ponto.

 

Essa matéria foi escrita por Flávio Dilascio e publicada no Portal Globo Esporte do Rio de Janeiro, no dia 18/12/2014 e pode ser vista neste link: http://globoesporte.globo.com/rugbi/noticia/2014/12/cbru-anuncia-plano-para-tornar-o-brasil-uma-potencia-mundial-ate-2030.html

Share this:

Leave a Reply

Imagem CAPTCHA

*