A IMPORTÂNCIA DAS FÉRIAS PARA OS JOGADORES DE RUGBY

A IMPORTÂNCIA DAS FÉRIAS PARA OS JOGADORES DE RUGBY

Férias = um período importante para recuperar o corpo a mente e renovar as energias.

 

Nos dias atuais, principalmente pela má organização das entidades que regem o esporte no Brasil, o atleta de maneira geral não consegue ter um período de férias (ou recuperação, se preferirem esse termo) de maneira adequada. Calendários confusos, atletas que atuam por mais de uma categoria, falta de planejamento são fatores comumente discutidos nas rodas daqueles que vivem no esporte e muito pouco ainda se resolveu. Por outro lado, os clubes e até mesmo os atletas na busca pela excelência, pelo melhor resultado, optam por cada vez mais diminuírem o período de férias sem se preocuparem com a saúde do atleta, o que acaba sendo um ”tiro no pé” afinal isso com certeza terá consequência mais p/ frente, cairá o rendimento do atleta, do time e, pior, provavelmente poderá acontecer uma lesão.

escaladaAs férias não são simplesmente épocas do ano para passear, elas têm um papel importante, fisiologicamente e psicologicamente, ainda mais no esporte de alto rendimento, pois exige muito do corpo e da mente e é nesse intervalo de descanso que o atleta consegue se recuperar, além de fazer com que ele volte para os treinamentos com as energias renovadas, e desse modo consiga ter maior produtividade e evoluir no esporte. Por isso para que as férias tenham o efeito desejado o ideal é que coincida com o período de férias de todas as outras atividades (escola, trabalho, cursos, etc.).

Para o ex preparador físico da seleção feminina e jogador do Pasteur, meu amigo, Rafael Attili, “o descanso é fator fundamental para o bom rendimento do atleta, seja na temporada ou fora dela. No período de férias, o descanso se torna um grande fator para a recuperação do organismo para a temporada vindoura”.

O sucesso do atleta começa com as férias “planejadas” e com a quantidade certa de atividades para manter o motor funcionando para a próxima temporada. Corridas leves na praia, andar de bicicleta, esportes aquáticos, natação, musculação, esportes alternativos,… são por mim as atividades mais indicadas. Isso num período de (no mínimo) vinte dias a (ideal) quarenta dias para retornarem a preparação para a próxima temporada.

Por fim, a melhor forma de se obter um treino qualificado e bem programado é buscando orientação de um profissional da área.

Bons treinos e boas festas!

 

valter_sugaravaEsse texto foi escrito por Valter Sugarava, casado e pai de um pequeno rugbier. Tem 37 anos, 31 deles praticando esportes, 23 no esporte de alto rendimento (rugby e handebol), 20 anos trabalhando com treinamento (e iniciação) esportivo e aproximadamente 15 anos praticando rugby em todos os seus níveis (é atleta, mas também atuou ou atua como treinador da base do clube, head coach das equipes principais, no feminino, no masculino, como preparador físico e treinador dos backs). Formado em Educação Física pela Universidade Ibirapuera. Atualmente, Coordenador da Preparação Física do São Paulo Saracens Bandeirantes onde atua também como Head Coach da equipe principal de seven-a-side e Preparador Físico de todo o plantel principal do clube. Também é treinador da equipe de rugby da Faculdade de Direito da USP e da Faculdade Belas Artes. Cuida da preparação física de atletas de rugby e outros esportes no Centro de Condicionamento Físico Qualific. Professor de Educação Física da Escola Heidy. Treinador de corrida de rua da equipe Germanos/Qualific.

 

*Os textos publicados na sessão COLUNISTAS expressam as opiniões dos mesmos. Neste espaço, a RUGBIER promove a livre expressão de ideias de especialistas em diversas áreas do rugby.

Share this:

Leave a Reply

Imagem CAPTCHA

*